Oxumaré


Oxumaré é o Orixá que faz o equilíbrio do Trono do Amor juntamente com mamãe Oxum.

Ele é o fator negativo desse Trono e tem um magnetismo Dual, que ora dilui as agregações e ora renova os meios e os sentimentos. Quando o ser humano está desequilibrado nosso Pai Oxumaré trabalha em seu campo magnético renovando as atitudes do ser.

Oxumaré irradia de forma ondeante. Uma vez que essa irradiação é dual, temos que uma dilui tudo e a outra renova.

Muitos dizem que Oxumaré é bisexual, sendo que em seis meses ele é masculino e em seis meses ele é feminino.

Para nós, Oxumaré é masculino, regente de todas as cores, dono do Arco-iris.

Se diz isso, porque Oxumaré esta muito ligado a todos os tronos já que seu fator é o renovador.

O Arco-iris tem sete cores e assim representa os sete Tronos divinos ou os sete sentidos da vida ou mesmo as sete virtudes de Olorum.

Oxumaré é o guardião das cobras ou a própria.

Confira que a cobra ou serpente é venerada por muitos, como é temida também por muitos. Muitas vezes a serpente é utilizadas para demonstrar força e poder.

Isto porque a serpente tem em si vários mistérios, pois todas as suas atitudes representam algo, como: a troca de pele todo ano; a língua ameaçadora; o movimento sinuoso; a capacidade de hipnotizar pequenos animais; envolvê-los com seu corpo e matá-los, seu veneno mortal; sua capacidade de sobreviver em diferentes meios (terra, água, nas praias, montanhas, desertos e florestas).

Para conhecimento, temos a regência de algumas delas:

Serpente Branca – Oxalá | Cobra Alada - Oyá

Serpente Dourada – Oxum | Sete Cobras – Oxumaré

Serpente Verde – Oxossi | Cobra Cinzenta - Obá

Serpente Coral – Xangô | Cobra Rubra - Egunitá

Serpente Vermelha – Ogum | Cobra Rajada - Iansã

Serpente Roxa – Obaluaiê | Cobra de duas cabeças - Naná

Serpente Azul – Iemanjá | Cobra negra - Omolu

Oxumaré é temporal, ou seja, ele modifica-se no tempo dependendo da necessidade do ser humano. Veja que se é necessário uma atuação maior no tempo, Oxumaré irá fazer e o inverso também é verdadeiro, já que ele não atua sempre da mesma forma, por isso dizemos que ele é temporal.

Oxumaré é o diluidor das paixões, rege sobre a genética renovadora da vida. È regido pelo planeta vênus, que é um planeta misto. Oxumaré na numerologia é o número 11.

Enquanto Oxum é o amor à vida, Oxumaré é a renovação dela.

Oxumaré é a sexualidade fecunda. Ele é o tempo que dilui as riquezas que desvirtua e a divindade que renova o amor na vida dos seres humanos.

Os filhos de Oxumaré no positivo são extrovertidos, falantes, galantes, envolventes, comunicativos, criativos, amáveis, educados, curiosos, interrogativos e alegres.

Os filhos de Oxumaré no negativo são apáticos, mórbidos, fechados, sombrios, solitários, auto punidores, venenosos e aziagos.

Os filhos de Oxumaré apreciam as ciências, os estudos filosóficos, passeios em grupo, reuniões agitadas ou festivas, discursos eloqüentes e emocionantes, a política, a liderança, ser expoente no seu meio e criar coisas novas e revolucionárias, são volúveis.

Os filhos de Oxumaré não apreciam a monotonia ou repetitividade no seu dia-adia, pessoas ciumentas, a mesma comida todos os dias, locais fechados ou abafados, pessoas inoportunas, irritantes e mal-humoradas.

Oferendas para Pai Oxumaré:
- toalhas ou pano azul-celeste;
- velas azul-celeste;
- frutas sementeiras (melão, maracujá, mamão, pinha);
- água em copo;
- vinho branco seco;
- água adocicada com açúcar ou mel;
- flores coloridas;
- coco verde;
- licor ou suco de maracujá.




Rua Doutor Manuel Segundo Vanderlei, nº49 - São Paulo - SP | CEP: 03804-130 | Copyright© 2014-2017 - CETO

Desenvolvido por SS Desenvolvimento