Iemanjá


Como dito, Iemanjá é a responsável pelo ponto de força do mar e por isso é conhecida como a Rainha Do Mar.

Cuida desse ponto de força, porque ela é em si geradora da vida. Nossa grande mãe que, a todos orienta e gera a criatividade para seguirmos em nossas vidas.

Iemanjá rege sobre a geração e simboliza a maternidade, o amparo materno a mãe propriamente dita. Iemanjá é a água que nos dá a vida, como uma força divina.

Vejam que a água simboliza a vida, pois tanto nosso planeta como nosso corpo tem em sua maioria água.

Quando não há água não a vida.

É sabido que quem vive perto da água é mais sentimental e isso não é diferente com as pessoas que moram perto do mar, isto porque ele irradia elementos que deixam as pessoas mais sensíveis, como também, elementos que melhoram a saúde do ser.

Iemanjá é a mãe da vida e contudo o que existe só há porque foi gerado, então, ela está na geração de tudo o que existe. Ela atua na geração dos seres, das criaturas e das espécies.

Pensemos. O mar gera ondas, cada onda é diferente uma da outra, seja em tamanho, força, distância, em fim, cada uma tem sua particularidade, mas não deixa de ser onda.

As ondas vêm e vão e isso não muda. Ora, em nossa vida as coisas são assim, tem horas que temos as coisas outras não, têm horas que queremos algo, outras não, tem hora que estamos felizes, outras não, tem horas que estamos com vontade disso, daquilo, outras não.

Ora, como as ondas, nossa vida também vêm e vão.

Além disso, no mar existem várias espécies que precisam de criatividade para sobreviver e isso não é diferente conosco.

Se analisarmos, veremos que existem no mar peixe que parece uma pedra para se disfarçar dos predadores, enquanto outros são coloridos para se escamotear entre as plantas do mar. Temos ainda outras criaturas do mar que utilizam a criatividade para sobreviverem e isso não é diferente da necessidade do ser humano.

Ora, o ser humano também precisa de muita criatividade para seguir em sua vida e evoluir e quem o ajuda nessa caminhada é nossa mãe Iemanjá.

Ela o faz porque é nossa mãe amorosa, que nos gerou.

O amor maternal é uma característica marcante dessa divindade, mas Iemanjá é uma mãe ciumenta dos seus filhos e não perdoa o erro daqueles que vão até seu ponto de força na natureza, os mares para fazer o mal.

Iemanjá é o pólo positivo passivo, irradiante, criativista e gerador dessa onda viva e divina.

Iemanjá é a regente divina da geração. É a irradiação viva do Divino Criador que chega a todos sempre estimulando a criatividade e o amparo à vida. Seu magnetismo é irradiante e suas ondas retas.

Na numerologia Iemanjá é o número 8 e seus filhos são regidos pelo Planeta Netuno.

O minério de Iemanjá é aquático-cristalino.

Ela é a mãe da vida, maternal, mas autoritária.

Os filhos de Iemanjá são típicos, robustos, vigorosos, impulsivos, autoritários, impositivos e até possessivos, pois, sempre prevalece sua natureza maternal.

Os filhos de Iemanjá no positivo são alegres, leais, fiéis, generosos, trabalhadores, muito diligentes em tudo o que fazem e muito ativos.

Os filhos de Iemanjá no negativo são respondões, irritantes, intolerantes, briguentos e despeitados.

Os filhos de Iemanjá apreciam a vida doméstica, o trabalho produtivo, o respeito, a fidelidade, a religiosidade firme, o estudo, vestes sóbrias e elegantes, a companhia de pessoas firmes nas decisões e de natureza forte.

Os filhos de Iemanjá não apreciam a vida agitada, a falta de respeito para com o próximo, roupas aberrantes, pessoas falastronas e sem personalidade.

Oferendas para Iemanjá:
- Toalhas ou panos Azul-claro;
- Velas azul-claro;
- Flores: rosas brancas, palmas brancas, lírio branco;
- Frutas: melão, cerejas, laranja lima, goiaba branca, framboesa;
- Bebidas: champagne de uva e licor de ambrósia.




Rua Doutor Manuel Segundo Vanderlei, nº49 - São Paulo - SP | CEP: 03804-130 | Copyright© 2014-2017 - CETO

Desenvolvido por SS Desenvolvimento