Orixás


Trono da Fé ao nosso Pai Oxalá, que é essencialmente magnetizador da Fé. Como na Umbanda tudo é equilíbrio, este trono também ficou sob a responsabilidade de nossa Mãe Oiá, que é essencialmente cristalizadora da religiosidade.

O Trono do Amor foi designado a nossa Mãe Oxum, que é essencialmente concebedora do amor, e tem ao seu lado dando equilíbrio nosso Pai Oxumaré, que é essencialmente renovador da concepção.

O Trono do Conhecimento foi designado ao nosso Pai Oxossi, que é essencialmente expansor do conhecimento, e tem ao seu lado dando equilíbrio nossa Mãe Obá, que é essencialmente concentradora do raciocínio.

O Trono da Justiça foi designado a nosso Pai Xangô, que é essencialmente equilibrador da justiça, e tem ao seu lado dando equilíbrio nossa Mãe Egunitá, que é essencialmente energizadora da razão.

O Trono da Lei (ou da ordem) foi designado ao nosso Pai Ogum, que é essencialmente ordenador da Lei, e tem ao seu lado dando equilíbrio nossa Mãe Iansã que é essencialmente direcionadora do caráter.

O Trono da Evolução foi designado ao nosso Pai Obaluaiê, que é essencialmente transmutador da evolução, e tem ao seu lado dando equilíbrio nossa Mãe Nanã Buruque, que é essencialmente decantadora dos sentidos.

O Trono da Geração foi designado a nossa Mãe Iemanjá, que é essencialmente geradora da criatividade, e tem ao seu lado dando equilíbrio nosso Pai Omolú, que é essencialmente estabilizador da geração.




Rua Doutor Manuel Segundo Vanderlei, nº49 - São Paulo - SP | CEP: 03804-130 | Copyright© 2014-2017 - CETO

Desenvolvido por SS Desenvolvimento